Quinta-feira, 22 de Dezembro de 2016

Preocupação com os "veículos" de apoio aos lesados do BES.

 

Começo a ficar preocupado com este frenesim de que temos dado conta ultimamente no que se refere à intromissão do Estado e do sr. PM na esfera dos negócios privados!!!!

Estou mesmo preocupado com esta voluntariedade em resolver o assunto dos lesados do BES através de uma coisa linda que agora muito se usa "um veículo", seja lá o que ele for mas cheira-me a coisa que vai ser paga lá muito para a frente através dos meios do costume...O povo português!!!!

E sinto a gravidade da coisa exactamente porque a maioria dos portugueses não está envolvido, mas vai pagar!!!

E afinal o que constato mais uma vez é que os projectos privados, privadíssimos e os negócios entre eles, acabam sempre debaixo da asa do Estado e com os portugueses a pagá-los quando nada têm a ver com eles e nem o Estado está metido!!!

Senão vejamos... ao criar este procedimento o sr. PM abre uma caixa de pandora que não terá fim.

Primeiro são os lesados do BES que jogaram na roda da fortuna e como a coisa deu para o torto toca a gritar pela ajuda do Estado!!!

Depois temos os outros, os lesados do Banif, mais os lesados do BPP e ainda os lesados do BPN e todos eles estão no seu direito de exigir o mesmo tratamento... apesar de terem sido tudo negócios privados sem intervenção do Estado a não ser para....os portugueses pagarem!!!!

Enfim, negócios privados?????

Mas agora levanta-se uma questão ainda mais grave!

É que por esta ordem de ideias mas com muito mais acuidade, espera-se também, um "veículo" para indemnizar todos os portugueses que se viram obrigados a abandonar os ex-territórios ultramarinos e estes, sim, com efeito directo da intervenção do Estado, mas que, até ao momento e passados mais de quarenta anos ainda não viram nenhum dos tais "veículos"......

Será que é necessário para que os ditos "veículos" apareçam que todos os lesados se manifestem nas ruas do País?????

Pois é sr. PM, foi talvez a pior coisa que fez até ao momento e não sei onde vai parar!!!!

É só a minha opinião.


publicado por: canetadapoesia às 23:05
link do post | comentar | favorito

Pai Natal

 

 

 

Por muito que o tente, e bem tenho tentado, não consigo sentir-me em festa.

 

Não é de agora, sempre me senti assim para o tristonho, mesmo numa época em que as pessoas extravasam as suas alegrias natalícias.

 

O que sinto, e noto, cada vez mais, isto é, ano após ano e especialmente nos últimos, uma melancolia e um desinteresse cada vez maiores.

 

Analiso a questão do ponto de vista introspectivo e chego sempre à mesma conclusão: o mundo anda muito mal e eu sou afectado por isso.

 

Assim, surgiu-me a ideia de pôr em prática uma prece, uma súplica, chamem-lhe o que quiserem, um pedido muito especial ao “Pai Natal”.

 

Se bem o pensei, logo o quis pôr em prática e como tal aqui deixo o meu pedido:

 

Peço-te “Pai Natal”, que este ano, ao invés das habituais prendas com que nos mimoseias, nos deixes ficar no sapatinho algo de diferente, um mundo novo.

 

Deixa-nos um mundo cheio de pessoas que saibam respeitar-se e respeitar os outros, pessoas que saibam o que significa a palavra “solidariedade”.

 

Deixa-nos um mundo em que as pessoas para serem bem-sucedidas na vida, não tenham de espezinhar, humilhar e denegrir os outros.

 

Deixa-nos um mundo de paz, em que não tenhamos receio de sair à rua.

 

Deixa-nos um mundo em que, nas empresas, possamos olhar para o colega do lado sem ver nele o inimigo que, a todo o custo, nos quer abater.

 

Deixa-nos um mundo em que não sejam necessários jantares de solidariedade com quem passa fome e necessidades, somente na época do Natal, as necessidades são de todo o ano.

 

Finalmente, que os meus pedidos já vão longos e tens muito trabalho pela frente, prolonga-nos o espírito de Natal, pelo menos, por mais trezentos e sessenta e cinco dias.

 

Talvez assim as pessoas se habituem a ver no outro um ser igual, com as mesmas esperanças, expectativas e necessidades que nós próprios.

 

Espero, “Pai Natal”, que o meu pedido não seja o único a ser por ti recebido, como súplica para um novo mundo, um novo ser humano.

 

Se os juntares todos pode ser que a onda seja tão grande que leve a uma efectiva mudança.

 

Obrigado “Pai Natal” sei que vais fazer o possível.

 

 

Luis Filipe Carvalho


publicado por: canetadapoesia às 20:35
link do post | comentar | favorito

.Mais sobre mim


. Ver perfil

. Seguir meu perfil

. 15 seguidores

.Pesquisar

 

.Junho 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.Posts recentes

. Orgulho

. 10 de JUNHO

. A república revisitada

. Consoada numa terra dista...

. Finalmente juntos (39º Ca...

. Encontro ao fim da tarde ...

. Num país diferente (37º C...

. Sobrevivência (36º Capítu...

. Evolução na confusão (35º...

. Preocupação (34º Capítulo...

.Arquivos

. Junho 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Julho 2017

. Maio 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Agosto 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Julho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

.Links

SAPO Blogs

.subscrever feeds