Segunda-feira, 28 de Outubro de 2013

Permeável

 

A globalização dos tempos em que vivemos tem coisas boas, muito boas mesmo, desde logo permite a rapidez de transacções de todos os tipos através do mundo com um mínimo de entraves e com velocidades espantosas.

 

Claro que isto só foi possível pelo desenvolvimento acelerado das comunicações que se baseiam, absolutamente, na tecnologia dos computadores, as quais foram de imediato alavancadas pela enorme utilização que as grandes empresas multinacionais e nomeadamente a banca dela fizeram.

 

Também tem coisas más, vamos perdendo as raízes, as tradições e culturas locais, mas passamos a conhecer de imediato tudo o que se passa no mundo, bom ou mau. Sendo que, o que é mau, parece ganhar mais velocidade na distribuição do seu conhecimento.

 

Sendo assim, podemos afirmar que vivemos numa época em que tudo é permeável e é desta forma que ficamos a saber que houve problemas políticos, expressos na rua, em Itália e que a Grécia não lhe ficou atrás, sendo que aqui foram mesmo mais graves.

 

Espantou-me a violência dos protestos na Grécia, espantou-me a forma como a polícia teve dificuldade de estancar esta situação e mais me espantou a forma como se desenvolveram.

 

Olhando friamente, de longe, verifica-se que começa a despontar uma certa organização dos protestos espontâneos e estes protestos, que foram grandes, obrigaram a polícia a recuar várias vezes. Debaixo do ataque de pedras bastões e lançamento de engenhos incendiários do tipo molotov a polícia defendeu-se o melhor que pode, mas são poucos para a ira popular.

 

E, se um dia deparamos com um protesto altamente organizado, com alguém que o dirija militar e meticulosamente de forma a neutralizar as forças de segurança, o que acontecerá? Pois, estaremos perante o primeiro passo de uma guerra civil que não está longe da nossa vista e imaginação com tudo o que temos visto ultimamente.

 

Ora isto passa-se na EU, num país membro da EU, a mesma que nos tem vindo a pressionar para alterarmos as nossas formas de vida e a maneira como vemos as coisas. Tudo isto a favor dos tais mercados que não ficarão muito bem se algo de grave acontecer. Estão, então, a esticar a corda com a esperança de que não se quebre, e ela aguentará?

 

Tudo isto para chegarmos à conclusão da permeabilidade das coisas no nosso tempo.

 

A crise afectou a Grécia em primeiro lugar e de forma devastadora, a seguir passou para o lado, Espanha, Portugal, Irlanda, Itália, França e por aí fora.

 

Agora são as contestações, começaram na Grécia, em França, na Itália, e vêm por aí abaixo.

 

Esta permeabilidade vai afectar-nos rapidamente, só não sabemos de que forma pois somos conotados como um povo de brandos costumes e até pomos flores no cano das espingardas, mas será sempre assim?

 

Parafraseando o Presidente da República, “o desespero não é bom conselheiro”, mas também disse que “as pessoas em caso de desespero não olham a meios”.

 

Será um vaticínio?

 

Ou será somente uma visão da forma permeável como as coisas passam de um lado para o outro, de um país para o outro.

 

A permeabilidade está intimamente ligada à globalização e esta à crise que assolou os países que ainda dela não saíram.


publicado por: canetadapoesia às 12:37
link do post | comentar | favorito

.Mais sobre mim


. Ver perfil

. Seguir meu perfil

. 15 seguidores

.Pesquisar

 

.Abril 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
28

29
30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.Posts recentes

. A república revisitada

. Consoada numa terra dista...

. Finalmente juntos (39º Ca...

. Encontro ao fim da tarde ...

. Num país diferente (37º C...

. Sobrevivência (36º Capítu...

. Evolução na confusão (35º...

. Preocupação (34º Capítulo...

. E agora? Que fazer? (33º ...

. Uma oferta excepcional (3...

.Arquivos

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Julho 2017

. Maio 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Agosto 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Julho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

.Links

SAPO Blogs

.subscrever feeds